Tag: viagem

Eurotrip

E agora em Abril passei por Paris, e suas opções de pâtisserie e panificação, onde observei a carência do mercado glúten free, não só nos restaurantes, mas nos supermercados.
Quem não ama passear nos supermercados? Eu particularmente não posso ver um supermercado que entro!
Passei também por Lisboa, e custo a crer que a capital da culinária tenha ficado em Paris. Lisboa se come melhor, com mais opções, comidas mais frescas e por um preço mais justo.
O Mercado Ribeira ganhou nossos corações! Destaque para algumas opções de restaurantes com estrela Michelin, e ha também a Time Out, uma “escola de cozinha” como eles chamam, com cursos diversos ligado a gastronomia.
Fiz um curso de Clássicos da Pastelaria, para ver o que seria possível adaptar a cozinha glúten free e lac free e me surpreendi.
Passei ainda pela Bélgica, onde na laBelgique Gourmande há um balcão inteiro de chocolates sem glúten.

Terminei a viagem na Holanda, onde em uma conversa descontraída com a Engenheira Química da Unilever, a brasileira Carolina Paz, tive uma aula sobre embalagens e reciclagem.
A importância de não misturar materiais, a ilusão sobre o plástico biodegradável e a grande falta de conhecimento geral ate de pessoas e empresas como a Delicious que busca melhorias continuas e soluções ecológicas para as embalagens.

Segue algumas informações:

– se você já faz coleta seletiva, deve ter notado que o maior volume de lixo ‘e reciclado
– os reciclados não devem ser lavados e limpos – esse processo de lavagem ‘e feito por maquinas nas estacoes de reciclagem
– existem diversos tipos de plásticos biodegradáveis, alguns depois de um período se desmancham em micro pedaços, mas eles não sumiram…como areia que você mal vê, eles ainda estão lá poluindo. Então, muitas vezes ‘e melhor usar plástico comum e garantir uma reciclagem completa, que plásticos biodegradáveis.
– embalagens com mais de um material, como um papel plastificado, ou um plástico com alumínio na parte interna, não são reciclados.

Em breve teremos novidades quanto as nossas embalagens!

Melhorias constantes de embalagens

Quem acompanha a Delicious Fit sabe o quanto prezamos pela consciência ecológica e o quanto buscamos há tempos uma embalagem que garanta a qualidade dos produtos – pois não usamos conservantes – e que não afete o meio ambiente.

Em setembro trouxemos os lacres Twist Ease, os mesmos da Whole Foods, feitos de papeis e metal. Acreditando ser uma ótima opção para os lacres convencionais de plástico.

Nessas nossas pesquisas descobrimos a importância da pegada do carbono nesse processo, o porquê da migração de vidro e alumínio para plástico,o processo de embalagens com mais de um material, etc. Com isso, resolvemos explanar um pouco mais ate para que esse conhecimento va além da reciclagem e gere um real conscientização.

 A pegada de carbono (carbon footprint – em inglês) é uma metodologia criada para medir as emissões de gases estufa – todas elas, independente do tipo de gás emitido, são convertidas em carbono equivalente. Esses gases são emitidos na atmosfera durante o ciclo de vida de um produto, de processos ou de serviço

Na Califórnia

Sempre que viajo, seja para algum curso, em família ou ferias – sempre procuro novidades para Delicious.
Em julho fiz um curso na Califórnia, Los Angeles, na Gourmandise School. O local e incrível e as opções de cursos imensas. Você pode fazer um curso rápido de 4 horas ou alguns mais elaborados. Escolhi um de doces e outro mais ligado a panificação. Pude aprender técnicas diversas para uso de chocolate e varias dicas de pães e formatos.

Sempre procuro opções de restaurantes para celíacos ou que tenham opções para alérgicos – logo teremos um texto aqui sobre as diferenças – e posto no IG.

Assim como há diversas opções no Farmers Market, a Califórnia de forma geral tem uma pegada mais saudável e orgânica.

O True Food Kitchen foi um dos exemplos dessa viagem. Com opções veganas, sinaliza os pratos com GF para os glúten free e tem a melhor lasanha VEGANA que já comi!