Tag: Lactose

Intolerância à Lactose

Intolerância à Lactose

O consumo de glúten e lactose pode trazer consequências graves às pessoas que são intolerantes a eles.
🤷🏻‍♀️
A lactose é o açúcar presente no leite e em seus derivados, como manteiga, queijo, creme de leite e iogurte.
🧈
Pessoas que têm intolerância à lactose, ao consumir algo com essa substância, sofrem um processo de fermentação por bactérias que gera desconforto digestivo. Os sintomas também variam conforme a quantidade ingerida e o grau de intolerância de cada indivíduo, podendo provocar vômito, manchas e coceira na pele, edema de glote, gases, dor abdominal, náuseas e diarreia.
🥛
A intolerância à lactose é diferente da alergia ao leite. Embora esses dois problemas sejam frequentemente confundidos, a alergia é uma reação imunológica adversa às proteínas do leite, que se manifesta após a ingestão de qualquer quantidade de leite. Já a intolerância reflete uma deficiência da enzima lactase em quebrar as moléculas de lactose no interior do intestino. Por isso, o quadro clínico está relacionado à quantidade de leite ingerido.
🐄
A mais comum é a alergia ao leite de vaca, que pode provocar alterações no intestino, na pele e no sistema respiratório. Alguns derivados do leite, no entanto, passam por um processo de industrialização que retira a proteína do leite, tornando-se assim consumíveis por alérgicos.
💉
Exames de sangue específicos ou um tipo de teste respiratório são usados para saber se a pessoa é intolerante à lactose ou alérgica à proteína do leite. Os tratamentos são baseados na dieta de exclusão do leite de vaca e de seus derivados, conforme o grau de intolerância ou alergia. Porém é muito importante que os portadores dessa doença comam outros alimentos ricos em cálcio para suprir a necessidade desse mineral, como feijão, ovo, couve, espinafre, sardinha e queijo de soja.
🥚 🧀 🥬
Pessoas com doença de Crohn, um tipo de inflamação intestinal crônica, ficam menos tolerantes a digerir produtos com lactose. No entanto, isso não é regra e qualquer exclusão ou medida dietética deve ser feita acompanhada de um profissional de saúde. 🏥 #sersaudavelpodesergostoso #semgluten #semleite #semlactose #lacfree #glutenfree #gratidao #grateful #lowcarb #vegano

Intolerância a lactose x APLV

Intolerância a lactose x APLV

Você sabe a diferença?
Para começo de história, ambos não podem/devem consumir leite.

Sabe o porquê?

Enquanto a intolerância à lactose é um distúrbio digestivo, a alergia à proteína do leite de vaca causa reações de leves, como urticárias, a graves, como choque anafilático.

INTOLERÂNCIA À LACTOSE
A intolerância à lactose é um distúrbio no sistema digestivo que se caracteriza pela incapacidade total ou parcial de o organismo digerir o açúcar do leite e seus derivados, como iogurtes, queijos e outros laticínios. Ela acontece porque o intestino delgado deixa de produzir, ou produz em quantidade insuficiente, a lactase, enzima responsável por quebrar as moléculas de lactose e transformá-la em glucose e galactose.

APLV

A alergia à proteína do leite de vaca é diferente da intolerância à lactose. Ao contrário da intolerância à lactose, pessoas com alergia a leite de vaca podem, sim, digerir o leite apropriadamente. A diferença é que, ao fazer essa digestão, o sistema imunológico reage às proteínas do leite, causando desde urticárias a reações alérgicas súbitas e graves.

Mais comum em crianças, a APLV é causada porque o organismo apresenta sensibilidade a alguma proteína presente no alimento. Os motivos para as crianças serem afetadas por alergias alimentares derivadas do consumo do leite de vaca são dois, segundo especialistas:

O alimento é muito consumido.

O leite de vaca contém mais de 20 elementos proteicos, portanto tem alto potencial alergênico.
Todos os nossos produtos são sem lactose e sem leite, logo, perfeito para ambos os casos.

#sersaudavelpodesergostoso #semlactose #semleite #lacfree #glutenfree #semgluten #semglúten #lowcarb #vegano #gratidao

Lactose

Segundo a Associação Americana de Gastroenterologia e Nutrição, 85% da população adulta tem algum grau de intolerante à lactose, o açúcar do leite. “Não fomos feitos para consumir leite após os primeiros anos de vida”, afirma a médica Loraine Landgraf. A produção de lactase, enzima responsável pela quebra desse açúcar, diminui com os anos e, sem ela, a lactose, mal digerida, provoca distensão abdominal, retenção de líquido e sensação de estufamento – que diminui muito quando se tira o leite do dia a dia. “Não é garantia de que haverá perda de peso”, explica Loraine. “O que ocorre é que o organismo elimina melhor as toxinas. Com isso, a pessoa desincha e tem a sensação de o corpo ficar mais sequinho. Cortar o leite pode melhorar até o aspecto da celulite.”

lactose

Também no caso do leite não resolve trocar o integral pelo desnatado, pois o que se retira dele é a gordura, e não o açúcar. Se for impossível renunciar a esse alimento, então é melhor você buscar um tipo de leite sem lactose. E os derivados? Queijo e iogurte contêm muito menos lactose, e a maioria das pessoas intolerantes a ela consegue consumi-los, segundo o professor e especialista em nutrição canadense Joe Schwarcz, autor do livro Uma Maçã por Dia – Mitos e Verdades sobre os Alimentos que Comemos (Zahar). De qualquer maneira, é bom fazer um teste: cortar até os derivados por um tempo (de 20 a 30 dias) e, quando voltar a incluí-los no cardápio, observe como seu organismo reage.

Todos os produtos da Delicious Fit são sem lactose, soja, açúcar ou conservantes.

Confira nossos produtos na nossa LOJA